Um segundo filmes
 

.

“Mulher.Mar” finalmente disponível online

cartaz_mulher_mar

Algures em 2011, os Manos Pinto bateram à nossa porta com o projecto na mão. O guião trazia umas seis páginas, mas agarrado a ele já estavam profissionais que fizeram com que encontrássemos nesta curta-metragem terreno sério para desbravar.

Comprometidos com o filme já estavam o multi-premiado director de fotografia Jorge Quintela, o operador de som Diogo Manso, a directora de arte Luisa Sequeira e, naturalmente, os irmãos Filipe e Pedro Pinto.

Das palavras às imagens houve um caminho de muito trabalho, condensado em dois períodos de filmagem, um em terra, outro em alto mar. Ao todo, seis dias de rodagem.

Surgiu assim “Mulher.Mar“, uma história de uma Maria mergulhada em perdas e ausências, uma jovem que decide tornar-se na única mulher pescadora de toda uma comunidade para tomar o lugar do irmão falecido. Maria transforma-se e vive como um homem.

A temática da identidade de género trespassa toda a narrativa como questão essencial, associada às consequências da perda.

A mulher.mar é uma história sobre o que a ausência pode provocar no ser humano, o que ela gera num limite de sofrimento.

Depois de um percurso em festivais, onde a primeira obra cinematográfica dos irmãos Pinto consegue arrecadar uma mão cheia de prémios, é altura de mostrarmos o “Mulher.Mar” a todos os que ainda não tiveram a oportunidade de o ver.